Quarta-feira, 27 de Fevereiro de 2008

Novidades da TAM

Ser uma companhia aérea não deve ser a tarefa mais fácil do mundo. É fácil imaginar que os lucros devem ser exorbitantes, principalmente conhecendo-se alguns fatos do modus operandi das mesmas (sabia que um vôo já se paga com 20% da capacidade máxima?) porém a verdade histórica é algo bem diferente.

Vide casos VARIG, VASP, Transbrasil, PanAm et al.

A TAM sabe disso e frequentemente bola idéias para evitar cair no ostracismo e consequente falência. Nem todas as idéias são classificáveis como "boas", porém.

A última é a mudança do logo da empresa, juntamente com a nova campanha publicitária. Não vou comentar aqui sobre o impacto destas ações no público ou na valorização da imagem da empresa, mesmo porque isso aqui não é blog de marketing, mas algumas coisas eu posso e devo dizer.

Primeiramente o caminho da nova campanha, pelo menos na Internet, é lamentável. Primeiramente pela insistência de imaginar que é possível "fazer um agrado" nos clientes fornecendo "brindes" como papéis de parede da campanha, proteções de tela da campanha e emoticons do novo logo.

Santo Dummont, se eu quisesse um papel de parede eu faria um! E mesmo que eu não tivesse nenhum conhecimento de Paint ainda assim poderia googlar imagens de "airplane", com resultados muito mais bonitos. Segundo, se eu quisesse uma nova proteção de tela escolheria entre as padrões do Windows, ao invés de baixar e instalar uma qualquer feita em flash (impressionante como essas coisas se disseminaram anos atrás, e como hoje são passado) eu simplesmente escolheria uma outra do Windows. Porém é importante dizer que nunca enjoei do screensaver que uso desde a década de 80: blank screen. E, finalmente, oferecer emoticons?!? De quem diabos foi essa idéia? Pelo amor das asas, alguém demita o estagiário!

Se uma companhia aérea quer fazer marketing, é simples: desconto em passagens e ponto final. A Gol é conhecidíssima pelo hábito de fazer promoções-relâmpago de passagens a R$ 50,00, que nunca ninguém consegue comprar. Por muito menos que isso (ou muito mais no preço) poderiam ter acessos o bastante no site para tirá-lo do ar. Na Gol acontece o tempo inteiro, curiosamente sempre quando há uma dessas ofertas. A TAM até tem algumas promoções, mas longe do impacto que a Gol consegue causar.

Ainda há um longo caminho até as empresas entenderem como as novas mídias funcionam.

Marcadores: , ,

Como passar 12 horas num avião

E hoje recebi minhas passagens para a Alemanha, onde estarei da terça à sexta após a Semana Santa.

E desta vez não venho com uma respostas, mas com uma pergunta: Como passar e o que fazer durante as 12 horas de vôo internacional?

É, eu não sei a resposta. A última vez que estive em um vôo comparavelmente longo foi para Miami em mil novecentos e vovó surfava. E foram "somente" nove horas de vôo, das quais eu, nos meus tenros 16 anos, passei a maior parte dormindo.

Pensando com calma são doze horas:

  • Sem fumar;
  • Sem jogar PS2;
  • Sem trabalhar (a bateria do note NUNCA vai aguentar nem metade disso);
  • Sem falar com outras pessoas conhecidas (fora quem me acompanhará na viagem);
  • Sem assistir TV (essa eu até dispenso).

Portanto, fica o pedido: se alguém aí tem alguma idéia do que fazer para ocupar a cabeça durante 12 horas num cilindro de ar comprimido a 20.000 pés, por favor, sou todo ouvidos.

Marcadores: , ,

Sábado, 23 de Fevereiro de 2008

Procedimentos para Emissão de Visto para os EUA

Demorou, mas finalmente chegou. Conforme prometido, finalmente consegui informações suficientes para compilar um guia descritivo do processo de emissão de visto para os Estados Unidos.

visa_eua

Primeiramente é bom deixar alguma coisa clara: o processo de se solicitar um visto B1, B2 ou B1/B2 é extremamente complexo, incluindo o pagamento de taxas em dólar. Eu não recomendo que isso seja feito por uma pessoa física. Contrate os serviços de despachantes ou solicite o seu através de uma agência de turismo.

Dito isso, vamos ao procedimento em si.

O primeiro passo para socilitação de visto de não-imigrante é o preenchimento dos formulários da embaixada americana. Para a maioria das pessoas isso se resume ao preenchimento dos formulários DS-156 e DS-157 (o segundo apenas para maiores de 18 anos de idade). No caso de estudantes deve-se preencher ainda o formulário DS-158.

Importante: vou me ater à solicitação de vistos do tipo B1, B2 e B1/B2. Vistos de estudantes ou de outras naturezas diferem no procedimento e é aconselhável consultar o site Visto Online para mais detalhes.

Não há muitos segredos no preenchimento de ambos. O DS-156 é muito simples, e o preenchimento é online, gerando um PDF que deve ser impresso. O DS-157 é mais chato: é necessário preenchê-lo em campos pequenos demais para a informação solicitada e imprimí-lo.

Obviamente é necessário ter o Adobe Acrobat Reader instalado.

Para completar a documentação é necessário uma foto 5x5 ou 5x7. O segundo tipo é mais simples de se conseguir, já que é o mesmo modelo do passaporte. Como de praxe, a foto deve ser em fundo branco, colorida e datada. Anexe-a na área reservada (não cole) do formulário DS-156.

O próximo passo é relativo à entrevista. Para isso é necessário o pagamento de uma taxa de R$ 38,00 e agendamento. Os dois podem ser feitos através do site de emissão de vistos dos Estados Unidos (a maioria das informações está em inglês). Também é possível agendar a entrevista por telefone (para os "old schools"): +55 (21) 4004.4950. Caso tenha interesse, pode-se verificar o tempo médio de espera para a entrevista aqui.

Agora que a entrevista está marcada é necessário pagar uma outra taxa. Sim, os 38 reais de antes foram para marcar a entrevista, exclusivamente. Para comparecer à entrevista é uma nova taxa.

A taxa de comparecimento de entrevista deve ser paga em reais, mas seu valor é estipulado em dólares (U$ 131,00 para ser mais exato) e deve ser paga exclusivamente em agências consulares do Citibank. Uma lista das agências capazes de receber este pagamento está aqui.

Haverá então um período de espera. A entrevista pode ser agendada para dentro de uma semana ou de três meses (eu dei sorte, e meu visto de negócios foi em caráter de urgência). Quando a data chegar é aconselhável comparecer com no mínimo meia hora de antecedência. Neste momento você deve estar com os seguintes documentos obrigatórios:

  • Formulário DS-156 preenchido;
  • Formulário DS-157 preenchido (para maiores de 18 anos);
  • Foto 5x5 ou 5x7 anexada ao DS-156;
  • Comprovante de pagamento da taxa de agendamento do Citibank;
  • Comprovante de agendamento, contendo data e hora da entrevista;
  • Passaporte atual;
  • Passaporte anterior com visto;
  • Passaportes intermediários, se houver.

Importante: Para a entrevista é extremamente aconselhável (podendo não ser necessário) levar documentação adicional para comprovar suas intenções. Exemplos:

Para Visto B1:

  • Carteira de trabalho;
  • Três últimos holerites (contra-cheques);
  • Duas últimas declarações de imposto de renda;
  • Cartão de visita e crachá da empresa;
  • Carta da empresa no Brasil solicitando visto de negócios;
  • Carta-convite da empresa nos EUA.

Para Visto B2:

  • Duas últimas declarações de imposto de renda;
  • Passagens aéreas de ida e volta.

O objetivo desses documentos é, pura e simplesmente, provar ao funcionário do consulado que você tem a intenção de voltar ao Brasil quando do término de seus planos nos EUA. Literalmente, provar que você não tem planos de imigrar ilegalmente. Em geral eles não são necessários, a não ser que você tenha culpa no cartório e seja ruim de mentira, ou que acabe se enrolando.

Comparecendo para a entrevista no consulado, os funcionários brasileiros do consulado verificarão o comprovante de agendamento e comprovante da taxa de agendamento. Você entrará na primeira fila. Neste dia reserve um expediente inteiro e avise aos familiares o que você estará fazendo. Digo isso porque não é permitido entrar com eletrônicos no consulado e você passará de duas a quatro horas incomunicável.

Chegando à entrada todos os seus eletrônicos, incluindo celulares serão confiscados e, desde que não descubram uma bomba amarrada no seu peito, você receberá permissão para entrar no consulado.

Segunda fila: pré-entrevista. A atendente solicitará os documentos obrigatórios, sem muitas perguntas.

Terceira fila: impressões digitais. A atendente irá colher suas impressões digitais com um leitor. Em todos os lugares há cartazes explicando como posicionar suas mãos sobre o leitor (como na figura abaixo).

hand_scan

Quarta fila: entrevista.

Neste momento você se dirigirá a um funcionário americano da embaixada que irá fazer algumas perguntas a respeito de sua viagem. É tudo bem simples, como no meu exemplo:

- Você vai viajar para os Estados Unidos para que?
- Para participar de um treinamento.
- Treinamento de que?
- De um sistema de telemedição.
- Qual o nome deste sistema?
- [nome do sistema].
- Vai ser implantado no Brasil?
- Não. [Explicação da razão do treinamento]
- Okay, seu visto foi aprovado.

Como vocês podem ver o processo é rápido, mas existe a intenção de fazê-lo cair em contradição. O entrevistador sabia o nome do sistema que eu iria treinar, afinal estava nas cartas da empresa que ele tinha em mãos. Como eu não tenho nada contra os EUA não precisei de nenhuma documentação adicional para comprovar nada.

O pior já passou neste momento. Mas ainda há mais burocracia para se enfrentar.

Quinta fila: mais um pagamento de taxa. Dependendo do tipo do visto solicitado é necessário pagar uma taxa de emissão. Vistos B2 são isentos desta taxa. Vistos B1 exigem o pagamento, que é de U$ 60,00. Outros tipos de vistos podem ser consultados no site da embaixada. Se você precisa pagar a taxa faça-o (o pagamento é em reais mesmo) e volte à janela onde foi entrevistado para entregar o comprovante de pagamento ao funcionário que o atendeu anteriormente.

Sexta fila: correios. O passaporte é enviado para o endereço que você escolher, já com o visto. Vai por SEDEX e existe um mini-posto de atendimento com exclusivamente este fim. Paga-se a taxa de envio e entrega-se o formulário dos correios preenchido com o endereço de destino.

Destino Valor (R$)
São Paulo (capital) 16,00
Interior de São Paulo 18,00

FIM.

Saia o consulado lembrando-se de pegar seus eletrônicos na guarita. O passaporte chega de 6 a 10 dias.

Marcadores: , ,

Quinta-feira, 21 de Fevereiro de 2008

Cenas do próximo capítulo

Spoiler do próximo post: procedimentos para solicitar emissão de visto para os Estados Unidos.

Stay tunned!

Marcadores: ,

Quinta-feira, 14 de Fevereiro de 2008

Meme: Meu Local de Trabalho

Dando seguimento à campanha iniciada no Meio Bit, que visa mostrar o lugar de trabalho de cada blogueiro, vocês vêem abaixo uma foto exclusiva do meu local de trabalho:

São Luiz 8-10-2006 19-46-58

Okay, okay, brincadeirinha. Mesmo que eu por muitas vezes trabalhe aí, ainda não estou oficialmente lotado num A-320.

P.S.: Aguardem em breve notícias sobre a viagem a trabalho para Walderbach.

Marcadores:

Terça-feira, 5 de Fevereiro de 2008

Promoções da TAM

Como sou afiliado do Programa Fidelidade TAM, recebo com frequência (com frequência agradável, diga-se de passagem, nada de spam à toa) emails com as últimas promoções da companhia aérea. A última que recebi e infelizmente expirou antes que eu pudesse emitir algum comentário foi o de passagens de ida e volta a partir de R$ 109,00. Só durou dois dias.

image

Mas se você está com planos de viajar e quer conhecer a oferta do momento da TAM, visite o site de Ofertas TAM. É uma boa sacada e quem sabe você não encontra uma agradável surpresa quando já nem esperava comprar sua passagem por menos de R$ 500,00?

Marcadores: ,

Sábado, 2 de Fevereiro de 2008

Ao vivo de Viracopos

Bom dia amigos do FBW! Estamos falando ao vivo, diretamente do aeroporto de Viracopos, Campinas/SP com a últimas notícias do movimento aéreo no Brasil neste feriado.

Okay, agora é serio.

O aeroporto está vazio. Poquíssimas pessoas para embarcar, porém não significa que o movimento está pouco. Na entrada tinham trocentos taxis o que, em geral, é um mal sinal para quem vai viajar.

Também, durante meu check in foi impossível arrumar um assento de janela ou corredor. Só tinha meio, o que prova que o vôo (os vôos, já que também tem uma conexão no mesmo estado) está lotado.

Não há previsão de atraso até agora, o que me deixa relativamente tranquilo. Não me incomodo de atrasar quando viajo a serviço, mas perder valiosas horas de lazer é osso.

Update: comecei a escrever este post em Viracopos e estou finalizando em Guarulhos. Os vôos também aqui parecem estar saindo na hora. Porém vi um grupo de pessoas que comemorou quando seu vôo foi chamado agora a pouco. Mais receio.

Marcadores: ,