quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Prostituição Go Pro

Primeiramente, eu preciso falar que não estou bem, psicologicamente falando. Pouca coisa acontecendo, frustração e desconforto. Logo, meu estoque de paciência e compreensão estão nas eservas finais.

Dito isso…

Ganhar dinheiro em blogs. AdSense. Isso basta?

Infelizmente, parece que não. Não recrimino, não critico, ações como esta: sempre defendi que blog é a casa do outro que você visita, cabe ao visitante se comportar, não ao dono da casa.

O fato é que eu não faria tal coisa. Eu sou orgulhoso, eu sei. E sou grosso, egoísta e mais quatro ou cinco qualidades questionáveis. Foder-me-ei até o fim da vida, não romantizo nenhuma situação hipotética, mas é um caminho que eu não trilho.

Virgula, estou trilhando agora, de um ponto de vista “offline”, e que já me deixa devastado.

A frase do dia é “eu quero é que se foda”.

Marcadores: ,

sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Alemanha de Novo

Não, isso ainda está longe de se tornar uma rotina, mas estou novamente embarcando para a Alemanha. O circuito é o mesmo: Munique, Regensburg, Walderbach, Munique, mas desta vez o período é um pouco maior (uma semana completa) e ainda tem o bônus de um dia inteiro livre, off, disponível para turismo.

Turismo este, diga-se de passagem, que já tem local definido: vou passear no fundo de um copo da melhor cerveja alemã durante a Oktoberfest! É isso mesmo, o treinamento acabou coincidindo com a maior festa alcoólica do planeta!

300px-Oktoberfest_bierzelt

Theresienwiesen

image

Como tudo o que havia para se dizer dos processos burocráticos para esta viagem já foi dito, não tem novidade alguma hoje.

Aproveito a oportunidade para deixá-los com o vídeo de minha primeira viagem. Não é nenhum "masterpiece", mas serve muito bem como lembrança.

Marcadores: ,

sexta-feira, 5 de setembro de 2008

Últimos acordes...

E então, chegam ao fim minhas férias. O que começou conturbado acabou se estabilizando em duas semanas com a família e amigos como há muito não havia.

O escopo total foi pequeno: ao invés de gastar minutos fazendo mil coisas acabei por dedicar dias e noites às poucas. Jantar com a família, passeio com a sobrinha pequeruxa, bebidas e vídeo game com amigos.

Estes últimos deixam uma saudade especial. Talvez porque eu saiba que dentro em breve meu irmão & CIA serão visitas na minha casa, talvez porque minha mãe me visita com certa frequência. O mais provável, entretanto, é saber que reunir esta turma é impossível em outros estados e, portanto, estes momentos só acontecem na Terra do Sol. E agora a próxima visita será só-deus-sabe-quando.

As noites de cerveja e Rock Band deixaram boas lembranças, como sempre fizerem no passado. Finalizar todas as músicas no expert não foi possível, mas talvez eu possa enxergar isso como "pendente" para uma próxima.

Espero eu.

No momento, a 8 horas da despedida, o sentimento é bem familiar. Dessa vez, porém, posso definí-lo bem para pessoas que entenderem o idioma que estou falando.

São como os acordes finais de Green Grass and High Tide. Quando é fato que as notas estão no fim, que o fim é inevitável, que a missão foi difícil, mas cumprida. Mas também que aquela ótima música está perto do fim e, se ainda houvesse mais, eu ainda teria fôlego de continuar tocando.

goodbye

Marcadores: ,

sábado, 16 de agosto de 2008

Live from Meio Bit Expo

We're here!

Imag007 Imag008

Marcadores: ,

quarta-feira, 9 de julho de 2008

De passagem

Sabe o maior problema de estar sempre viajando? É que você acaba estando em tantos lugares em tão pouco tempo que tem alguns que você nem pode dizer que conhece.

Okay, este não é o maior problema, embolia e trombose estão muito mais bem colocados nessa lista, mas vocês pegaram a idéia.

Eu tinha dois casos destes: Rio de Janeiro e Porto Alegre. Neste momento me encontro no aeroporto do segundo, após 3 dias (embriaguez inclusa) e posso afirmar que agora conheço a cidade. Minha primeira visita aqui durou exatas 10 horas, já incluso o tempo de dormir. Cheguei às 00:00, dormi até as 06:00, fiz uma apresentação e estava embarcado de novo às dez da manhã.

Super.

O caso do Rio é semelhante, até porque o tempo total que passei na cidade foram 20h, divididas em duas viagens. Pouso às 08:00, decolagem à 18:00.

Felizmente não tenho nenhum interesse em conhecer o Rio mais do que já não conheço, mas POA realmente foi ótimo poder passar de conexão para visita.

Marcadores: , ,

domingo, 13 de abril de 2008

Montevideo/UY

E então, cheguei em Montevidéu.

A cidade tem partes lindas, parecidas com bairros europeus. Por outro lado também tem umas regiões que se assemelham a favelas americanas. O meio-termo é o centro, que tem uma semelhança inegável com o centro de Belo Horizonte.

A corrida de táxi deu 620. Calma, pesos uruguaios, não reais ou dólares. Basicamente é só dividir qualquer preço por 10 e você chega a um resultado aproximado em reais.

Interessante ter uma nota de 1.000 dinheiros na carteira, se não parar para pensar você acha que está rico.

Marcadores: ,

sábado, 12 de abril de 2008

Uruguai amanhã

Ainda estou devendo um review mais completo da viagem à Alemanha, mas isso vai acabar ficando para depois. Embarco amanhã para o Uruguai, numa ótima oportunidade de conhecer (e informar) como funcionam viagens no MERCOSUL.

Já estive nos EUA e na Europa, mas nunca pisei em nenhum outro país da América Latina que não fosse o Brasil.

Marcadores: ,

quarta-feira, 9 de abril de 2008

Atualidades

Muito movimento, muita coisa a fazer, promoção à vista e outra viagem internacional na semana que vem (Uruguai).

Em breve, lições a serem tiradas da viagem à Alemanha.

Marcadores: ,

segunda-feira, 24 de março de 2008

A descoberta do antigo continente (ou: tô indo pras Zoropa)

Finalmente chegou o grande dia, e encontro-me agora no portão de embarque para o vôo da Lufthansa que me levará ao velho mundo. Acho que já cabem algumas dicas de preparação para viagens internacionais, mas ainda tudo muito básico e óbvio. Cheque a previsão do tempo, leve roupas adequadas, yadda yadda yadda.

Vou deixar para escrever sobre isso na volta. Ainda tem um post pendente sobre imposto de renda (bastante apropriado nessa época) em especial porque eu simplesmente perdi minha declaração do ano passado. Com alguns macetes descobri alguns serviços bem úteis no site da Receita para quem é financeiramente desorganizado como eu.

Marcadores: ,

sexta-feira, 14 de março de 2008

Ao vivo da crise aérea. De novo.

Okay, a situação já se definiu. Estou definitivamente no meio de outra crise recorrente do apagão aéreo brasileiro. O que começou incerto, e a certeza é a de que muita gente não vai chegar em casa hoje.

Tenho algumas fotos (uma especial muito boa do painel de informações de vôos) e descreverei a situação no próximo post.

É a segunda vez que fico preso em Confins.

Marcadores: ,

Saguão de embarque e sala de encontros

E mais um instantâneo do momento, estamos cá em Confins/MG, um dos aeroportos mais distantes de sua área de abrangência do país, fugido do cliente e de seus problemas internos e esperando um vôo que sairá daqui a 6 horas.

Eu poderia ter ficado até meio-dia no hotel antes do check out, mas assim que acordei um amigo de longa data veio falar comigo pelo infame MSN (eu prefiro Google Talk): ele estava em Confins, preso no aeroporto com o vôo atrasado. Alguns minutos depois ele me diz que acabou de ouvir que o aeroporto estava fechado para pousos e decolagens.

Fiz o check out e vim, numa corrida de táxi de 80 paus.

Ultimamente tem sido difícil encontrar os amigos para um chopp, mas curiosamente os aeroportos têm colaborado um pouco. Não é com frequência, mas já mais de duas vezes que encontro colegas em saguão de embarque. Sempre é muito corrido e geralmente no meio de uma conexão, mas serve para trocar duas palavras com quem você não vê a mais de 2 anos.

Pouco tempo atrás o aeroporto reabriu, o vôo desentupiu e ele reembarcou, rumo à terrinha.

Portanto, caro conhecido, se você está de viagem por aí, cheque meu status no Google Talk/MSN/Skype. Sempre indico minha localização geográfica nos mesmos. (E fica a dica para quem viaja muito, fazer o mesmo. Evita problemas como "vamos tomar uma?" "cara, eu tô no Acre...".)

Marcadores: ,

sexta-feira, 7 de março de 2008

Vai um pão de queijo aí?

E mais um instantâneo do momento, estou em Belo Horizonte/MG. A estada será longa, fico aqui até a sexta-feira 14. Já comi pão de queijo na faixa até ficar com azia, cortesia do cliente a quem ministrei o treinamento.

Aceito sugestão de programas em BH durante o fim de semana. Dispenso mais pão de queijo.

Marcadores:

sábado, 2 de fevereiro de 2008

Ao vivo de Viracopos

Bom dia amigos do FBW! Estamos falando ao vivo, diretamente do aeroporto de Viracopos, Campinas/SP com a últimas notícias do movimento aéreo no Brasil neste feriado.

Okay, agora é serio.

O aeroporto está vazio. Poquíssimas pessoas para embarcar, porém não significa que o movimento está pouco. Na entrada tinham trocentos taxis o que, em geral, é um mal sinal para quem vai viajar.

Também, durante meu check in foi impossível arrumar um assento de janela ou corredor. Só tinha meio, o que prova que o vôo (os vôos, já que também tem uma conexão no mesmo estado) está lotado.

Não há previsão de atraso até agora, o que me deixa relativamente tranquilo. Não me incomodo de atrasar quando viajo a serviço, mas perder valiosas horas de lazer é osso.

Update: comecei a escrever este post em Viracopos e estou finalizando em Guarulhos. Os vôos também aqui parecem estar saindo na hora. Porém vi um grupo de pessoas que comemorou quando seu vôo foi chamado agora a pouco. Mais receio.

Marcadores: ,

quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

Entressafra Cultural

Pois é, sem muita movimentação por aqui, mês de janeiro paradão, nenhuma novidade no ar.

O que tem acontecido é que a maioria das minhas viagens é a trabalho e no início do ano tem essa época em que tudo está em câmera lenta, férias, prévia de carnaval e por aí vai. Para se ter uma idéia eu passei uma semana ligando para os clientes para saber quando poderíamos dar prosseguimento aos projetos. Impressionante, não? Ainda mais se for levado em consideração que eu não atendo todas as ligações telefônicas em um dia por que elas se sobrepõem.

A resposta em quase todos os casos foi (com alguma diferença nas palavras) "tá todo mundo de férias, liga depois do Carnaval".

É verdade quando dizem que o ano acaba em Dezembro, mas só começa em Fevereiro.

Claro, alguns "passeios" aconteceram, como a ida para o interior do estado, mas 1) foi de carro e 2) eu já falei o que tinha para falar dessa viagem.

E, eu sei, tenho alguns assuntos pendentes para desenvolver, como o Aeroporto do Galeão (spoiler: o mais imbecil do país) e o procedimento para emissão de visto para os EUA (o de emissão de passaporte fez sucesso).

Porém já faz algum tempo que não piso no Rio e a raiva que tenho do Galeão já está mais anestesiada. Quando eu pisar lá de novo (possivelmente na segunda metade de Fevereiro) estarei com os transtornos "quentes" para serem colocados na web.

E no caso do procedimento de vistos, infelizmente ainda não foi emitido o meu o que, obviamente, me faz incapaz de escrever sobre.

Amanhã embarco para a Terra do Sol para curtir o feriado e talvez tenha mais histórias para contar.

Ah, e não me deixem esquecer de publicar a experiência de um amigo com descompressão da cabine do avião, com direito a queda das máscaras de oxigênio e tudo o mais.

Marcadores: , ,

quinta-feira, 27 de dezembro de 2007

Feliz Natal (atrasado) e Próspero Ano Novo (adiantado)

O título fala por si só. O primeiro vem atrasado por que estou aproveitando cada segundo possível com os amigos e familiares (em geral dando uma surra nos mesmos em Guitar Hero - e não, eu ainda não estou no nível do pequeno Ben Eberle).

De volta à Princesa do Oeste na semana que vem.

Marcadores: ,

domingo, 23 de dezembro de 2007

O filho pródigo à casa torna

Eu perdi a noção de tempo. Iria iniciar este post com uma colocação do tipo "após x meses, y semanas e z dias eu voltei ao Recife" mas a verdade é que eu não lembro quando foi a última vez que estive aqui. Vamos arredondar as contas e tentar de novo.

Após 2 meses eu voltei ao Recife.

Estou na cidade, após um vôo ingrato que me fez perder todo um sábado que poderia ter sido melhor aproveitado na companhia de amigos e familiares. Não vou divagar muito sobre isso senão acabo chegando ao vôo de volta, que consegue ser ainda pior que esse.

Período de fim de ano, claro que não fui o único a entrar em um avião para passar o reveillon com a família: os aeroportos estavam todos lotados (ou pelo menos os três pelos quais passei hoje). Aparentemente o mais movimentado foi mesmo o Gilberto Freire, mas o fenômeno parece mesmo ser em todas as grandes capitais do Nordeste.

Parece que no Brasil o Papai Noel usa mesmo bermudas.

Marcadores:

segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

Away, away from home

De novo, em viagem. Essa semana é outra vez em Bauru.

Imag004

Marcadores:

segunda-feira, 26 de novembro de 2007

Inbound to TO...

Uma das coisas que fazem valer a pena todo o cansaço das viagens de trabalho é conhecer novos lugares. Claro, existem lugares que não deveriam ser conhecidos, mas se você observar a grande figura, pode pensar no conhecimento adquirido, que poucas pessoas podem se dar ao luxo de ter.

Dissertarei sobre isso mais tarde.

No momento o motivo deste post é, como dito anteriormente, a viagem atual, para Palmas/TO. Existem poucos estados no país onde ainda não estive, e Tocantins é um deles. Será interessante conhecer a capital do estado mais novo do Brasil. Infelizmente não deu tempo de pesquisar sobre o lugar (Costumo fazer isso. Nota mental: desenvolver) portanto vou sem nenhuma idéia do que encontrar.

Se algum leitor do Fly-By-Wire for de lá (HÁ, eu sou ótimo!), me avise e trocaremos opiniões.

Caso contrário disserto sozinho, em posts subsequentes.

Marcadores: ,

sexta-feira, 23 de novembro de 2007

"Somehow I'll find my way home..."

... Já diria Vangelis.

Imag001

Em Confins, a caminho de casa. 2:30h para chegar. E 72:00h para sair de novo.

Marcadores:

sexta-feira, 2 de novembro de 2007

Não perca suas senhas. Em especial a da TAM.

Mas não me refiro à assinatura digital que, em conjunto com seu número de fidelidade, dá acesso ao site. Refiro-me à senha que a TAM envia por correio convencional, de 4 dígitos, não escolhida por você, e que tem por uso o resgate de milhas como na compra de passagens.

Óbvio que eu perdi a minha, caso contrário não estaria divagando sobre isso agora. Não que isso seja o fim do mundo, mas para pessoas como eu, para quem a Internet é mais real que o mundo real, ter que fazer a compra da passagem com sua presença física é bastante incômodo. Especialmente quando se sabe que se poder fazer isso do conforto do lar.

Sem a senha de resgate você só poderá comprar passagens usando os pontos de fidelidade nas lojas da TAM nos aeroportos. Não é possível cadastrar uma pelo site, pois a senha é gerada automaticamente pela TAM e enviada por correio convencional, e pode demorar até 10 dias para chegar.

P.S.: Estou de volta à terrinha, justamente com passagens da fidelidade. Fico até o domingo. Vou ver se vou pra a Zombie Walk hoje.

Marcadores: ,

segunda-feira, 29 de outubro de 2007

Killer Duo

Neste exato instante encontro-me dentro de um ônibus, em algum lugar entre o primeiro e o segundo pedágio da Bandeirantes, de São Paulo a Campinas. Meu vôo me deixou em Congonhas e depois do meu último táxi de 200 paus e do penúltimo de 350 o pessoal pediu pra eu pegar mais leve. Sem problemas.

A parte boa é que, até o primeiro pedágio já respondi 4 emails, repassei mais dois e até fiz um P&L (mentira, já estava pronto, só revisei) e enviei.

O nome da mágica é Dueto EDGE+Bateria nova.

No início eu tinha bateria, mas não tinha o EDGE. Depois fiquei com o EDGE, mas a bateria foi pro saco. Agora finalmente eu posso usar os dois com força total, e estar online e trabalhando em qualquer lugar*.

Como sempre existe o lado bom e ruim, mas não vou divagar sobre isso agora.

* Qualquer lugar que DEVERIA ser habitado.

EDIT: Não é a Bandeirantes, é a Anhaguera. Estava tão distraído que nem vi o caminho.

Marcadores:

domingo, 28 de outubro de 2007

Ermos de facto

Frequentemente quando converso com amigos sobre minhas viagens me perguntam "qual o lugar mais nada-a-ver que você esteve?"

Minha resposta comum é a de que "existem lugares que não deveriam ser habitados".

A história da colonização do planeta pelo ser humano segue padrões bem definidos quanto à ocupação: proximidade com o mar, rios ou lagos, clima suportável, terra fértil, pastos vastos. Com o passar do tempo o advento de novas tecnologias flexibilizou os requisitos para uma terra colonizável, mas a teimosia do ser humano é o critério que matou, enterrou e pôs uma pá de cal em qualquer bom senso quando da habitação de algumas localidades.

Como diabos alguém mora em um lugar perto de nada, não vou discutir aqui. Mas o fato é que isso acontece, e com frequência.

Qual o lugar mais nada-a-ver que eu já estive?

Mozarlândia.

A cidade tem teoricamente algo entre 11.000 e 20.000 habitantes, dos quais eu vi 20. Não há um rio, o clima é infernal e úmido, a terra parece ácida e pedregosa e existe apenas uma estrada que dá acesso (provavelmente porque alguém foi cabeça-dura o bastante para resolver morar aqui ANTES da existência da estrada, e tiveram pena dele).

Mozarlandia

E a parte mais divertida (para vocês) da história: eu estou aqui neste exato momento.

Marcadores: ,

quinta-feira, 18 de outubro de 2007

Crise Aérea - Cobertura ao vivo

Dois instantâneos no mesmo dia, sinal de que tem algo no ar, e não são os aviões comerciais. Estes estão muito bem estacionados em terra, porque, como e disse antes, a crise aérea não acabou.

Neste momento encontro-me no assento 4A do vôo TAM 9512, que deveria ter partido do Rio de Janeiro cerca de 40 minutos atrás e ainda deve atrasar mais 30.

O motivo: uma frente fria está causando transtornos em São Paulo e Rio, o que parece que obrigou Congonhas a fechar (de novo). Com isso, efeito cascata e atrasos no país inteiro.

Digo "parece" porque vocês que estão do lado de fora da aeronave sabem mais que a gente. Tudo o que é dito pelo sistema de som, com vozes polidas, bonitas e frias como um cubo de gelo seco é vago. Não se confirma nada, mas também não se desconfirma. São migalhas de informação para não morrermos de fome. Temos que ler as entrelinhas, e não tem nada agradável lá.

"Estamos esperando autorização do controle para a decolagem."
"Esperando o tráfego aéreo, pois o aeroporto de São Paulo está fechado"
"Não se tem uma previsão de atraso, mas não acredito durar mais que meia-hora".

Neste momento a aeronave à nossa direita está no push-back. Somos os próximos, espero que não demore muito mais.

Marcadores: ,

Instantâneos

Estou no aeroporto de Vitória/ES, a caminho de Campinas, com uma conexão no Rio no meio-tempo.

Minha primeira vez no Espírito Santo. O aeroporto é pequeno, o que me dá a impressão (seguindo a lógica de que o tamnho da cidade se reflete no tamanho do aeroporto) de que Vitória é menor que Petrolina.

Talvez no máximo umas 4 vezes o tamanho de Fernando de Noronha.

 Imag002

Marcadores:

terça-feira, 2 de outubro de 2007

Previsão do tempo

Enquanto isso, na tela inicial do Orkut...

Sorte de hoje: Você viajará para muito longe

É brincadeira, né?

Marcadores: ,

quinta-feira, 20 de setembro de 2007

Cancelamento de vôo

Só pra constar, era para eu ter embarcado hoje para Floripa. Faltando 1h para o embarque, o cliente me liga para avisar que amanhã os funcionários estarão em greve e a reunião não aconteceria.

Cancelei a viagem e fiquei por aqui mesmo, em São Paulo.

Marcadores: